Livro de Registro da Carga Eletrônico

Este é o Livro de Registro da Carga, em conformidade com os regulamentos em vigor, completo. O Livro foi elaborado para que possa ser usado por todos os navios que transportam substâncias líquidas nocivas (NLS) a granel ou qualquer mistura que contenha essa substância para o lançamento de operações de carga e lastro.

O Livro deve ser preenchido tanque a tanque sempre que um navio carregar, transferir internamente ou descarregar NLS a granel ou qualquer mistura que contenha essa substância; sempre que um navio limpar ou lastrar os tanques de carga NLS; sempre que um navio descarregar lastro dos tanques de carga NLS ou descartar os resíduos de NLS ou qualquer mistura que contenha essa substância em uma instalação de recebimento; sempre que um navio descarregar qualquer NLS ou qualquer mistura que contenha essa substância, intencional ou acidentalmente na água, e sempre que um navio remover por ventilação resíduos de NLS.

Exigência

  1. Um Livro de Registro da Carga deve ser mantido em cada navio transportando substâncias líquidas nocivas a granel, em conformidade com o disposto no Anexo II da MARPOL 73/78.
  2. O Livro de Registro da Carga deve estar disponível o tempo todo para exame por Inspetores Náuticos ou pelos Inspetores de qualquer Estado do Porto quando dentro da jurisdição deste Estado. O Livro de Registro da Carga deve ser preservado por três anos a partir da data do último lançamento.
  3. O Livro de Registro da Carga deve estar devidamente preenchido. Todas as Operações de Carga e Lastro de Substâncias Líquidas Nocivas a Granel devem ser registradas de forma clara e precisa.
  4. Os Armadores e seus Consultores Jurídicos, Comandantes e Oficiais são lembrados de que, além dos requisitos mandatórios relativos à manutenção do Livro de Registro da Carga, esse registro é um meio valioso para o fornecimento de provas de que o navio cumpriu com os regulamentos antipoluição.
  5. As páginas (i) e (ii) destas instruções mostram uma relação abrangente de itens de Operações de Carga e Lastro de Substâncias Líquidas Nocivas a Granel que, quando apropriado, devem ser lançadas no Livro de Registro da Carga, de acordo com a Regra 15.2 do Anexo II da Convenção Internacional para a Prevenção da Poluição por Navios, 1973 e seu Protocolo de 1978 (MARPOL 73/78), como emendada. Os itens foram agrupados em seções operacionais, cada uma delas indicada por um código de letra.
  6. Ao efetuar lançamentos no Livro de Registro da Carga, a data, o código de letra operacional e o número do item devem ser inseridos nas colunas apropriadas e os dados exigidos devem ser lançados cronologicamente nos espaços em branco. O Livro de Registro da Carga deve ser escriturado em inglês ou no idioma do Estado da Bandeira.
  7. Quando um vistoriador designado ou autorizado pela Administração para supervisionar quaisquer operações cobertas por este Anexo tiver inspecionado o navio, esse vistoriador deve realizar o lançamento apropriado no Livro de Registro da Carga.
  8. Cada operação concluída deve ser assinada e datada pelo oficial ou oficiais de serviço e, se aplicável, pelo vistoriador autorizado pela autoridade competente do Estado em que o navio estiver descarregando. Cada página preenchida deve ser assinada pelo Comandante do navio.

Como Funciona

O módulo e-Livro de Registro da Carga se conecta ao NavLOGS Servidor, onde são armazenadas as informações da data, hora, posição, pressão atmosférica e velocidade e direção do vento, recebidas de sensores externos. O programa é fornecido instalado em um computador fanless (sem ventilação) apto a funcionar nos ambientes mais inóspitos, com uma grande variação de temperatura. A estação de trabalho, ou estações (até duas), se conectam ao computador onde está o NavLOGS Servidor por meio de rede cabeada ou sem fio (Wi-Fi). Cada estação de trabalho é composta de um notebook normal e um leitor de impressão digital. O módulo fica instalado no computador do servidor e é aberto na estação de trabalho através de um atalho. Isso propicia a troca da estação de trabalho sem a necessidade de reinstalação de programa (software). Apenas o atalho e o driver do leitor USB de impressão digital são instalados e o Guia de Instalação em PDF possui todas as instruções detalhadas.

Após o usuário realizar o login com sucesso, a página de lançamento será disponibilizada. É possível o registro de eventos em tempo real ou em data/hora anterior. Entretanto, as coordenadas da data/hora do lançamento serão as que foram armazenadas no servidor, sem a possibilidade de alteração. Essa é uma das principais características do sistema, a segurança das informações de referência. Outros sistemas disponíveis no mercado permitem a alteração se o relógio do Sistema Operacional for alterado.

A impressão de relatórios no formato do Livro de Registro do Lixo impresso é possível. A administração e os Inspetores Navais (PSC e FSC) possuem acesso total ao sistema instalado a bordo. A exportação da trajetória do navio criada a partir das posições dos eventos é permitida para os Inspetores Navais. Essa trajetória poderá ser carregada em um mapa para facilitar a visualização das distâncias dos trechos mais próximos de terra, se não ocorreu infração às regras da MARPOL 73/78.

Segurança

Uma das principais considerações de design da plataforma Java é fornecer um ambiente restrito para a execução de código com diferentes níveis de permissão. O Java vem com seu próprio conjunto exclusivo de desafios de segurança. Embora a arquitetura de segurança Java possa, em muitos casos, ajudar a proteger usuários e sistemas de códigos hostis ou que se comportam mal, ela não pode se defender contra erros de implementação que ocorrem em códigos confiáveis. Esses erros podem abrir inadvertidamente os mesmos buracos que a arquitetura de segurança foi projetada para conter. Em casos graves, os programas locais podem ser executados ou a segurança do Java desativada. Esses bugs podem ser potencialmente usados ​​para roubar dados confidenciais da máquina e da intranet, usar incorretamente os recursos do sistema, impedir a operação útil da máquina, auxiliar novos ataques e muitas outras atividades maliciosas.

A escolha da linguagem do sistema afeta a robustez de qualquer programa de software. A linguagem Java e a máquina virtual oferecem muitos recursos para mitigar erros comuns de programação. A linguagem é segura para o tipo e o tempo de execução fornece gerenciamento automático de memória e verificação de limites em matrizes. Os programas e bibliotecas Java verificam o estado ilegal na primeira oportunidade. Esses recursos também tornam os programas Java altamente resistentes aos ataques de esmagamento de pilha e de estouro de buffer possíveis no C e, em menor grau, nas linguagens de programação C ++. A digitação estática explícita do Java facilita a compreensão do código (e facilita a análise estática), e as verificações dinâmicas garantem que condições inesperadas resultem em comportamento previsível.

Características Gerais:

  • Desenvolvido em Java;
  • Os lançamentos são armazenados no banco de dados MySQL no Servidor;
  • Captura das informações de data e hora UTC armazenadas no Servidor;
  • Interface nos idiomas português brasileiro, inglês e espanhol;
  • Atende às resoluções da IMO;
  • Controle de acesso por nome de usuário e senha;
  • Autorização para lançamento de registro por meio de leitor de impressão digital;
  • A cada 23 lançamentos será exibida uma mensagem pedindo a validação do Comandante do navio, a ser feita por meio do leitor de impressão digital;
  • Possibilidade de impressão dos registros acompanhando o modelo impresso padrão, a partir de dadas selecionadas;
  • Pleno acesso para a Administração e Inspetores Navais (FSC e PSC) e auditores autorizados pelo Armador;
  • Possibilidade de geração de arquivo com a trajetória da embarcação em período entre datas selecionadas. Este arquivo poderá ser visualizado em um mapa para verificação da proximidade da costa.

Equipamentos:

  • Servidor sem ventilação (fanless) adequado a ambientes hostis;
  • Ampla faixa de temperatura de operação;
  • Quatro portas COM configuráveis (RS232/RS422/RS485);
  • Armazenamento de dados em SSDs redundantes (RAID), proporcionando o armazenamento pelo período mínimo de dois anos;
  • Alimentação automática: 110/220VAC e 24VAC;
  • Leitor de impressão digital com nível de segurança aprovado pelo FBI (EUA);
  • Cada estação de trabalho poderá ser um notebook convencional com acesso ao módulo por meio de atalho. Normalmente são duas estações de trabalho: uma no passadiço e outra na praça de máquinas.

Solicitar Cotação e/ou Informações

Utilize o formulário abaixo para solicitar orçamento e/ou informações sobre a solução desejada. Oferecemos desconto para frotas!